Social Icons

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Despoluição de praias vai aquecer o turismo em São Luís



O ministro do Turismo, Gastão Vieira, participou nesta segunda-feira (14), em São Luís (MA), da solenidade de assinatura da Ordem de Serviços para a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de São Luís, que resultará na despoluição das praias da capital maranhense.

Para as obras, o Ministério do Turismo destinou R$ 30 milhões da primeira etapa do Pacto pelo Desenvolvimento do Turismo. “O problema da poluição do litoral brasileiro é grave. São várias cidades do Nordeste, várias praias que são destinos turísticos e precisam de intervenção. Por isso, São Luís foi contemplada pelo Ministério do Turismo dentro do Projeto Orla”, disse Gastão Vieira.

De acordo com uma pesquisa do MTur, 70% dos visitantes que chegam a São Luís são do interior do estado e vêm à procura de lazer nas praias. “Esta é uma obra que atende a ansiedade dos moradores da capital e do interior. É um projeto que pretende devolver aos maranhenses o orgulho de terem uma das mais belas orlas do Nordeste. Queremos também que o turista volte a frequentar as praias de São Luís, hoje destino de viagens de negócios”, disse.

Para esta primeira etapa do projeto foram liberados R$ 10 milhões, já disponíveis na Caixa. Os recursos, do MTur, serão usados na despoluição da Bacia do Rio Canaã, um dos três rios que desembocam nas praias do Calhau e Olho D´Água, as mais frequentadas na orla da capital.

Serão construídos interceptores de esgotos, uma estação elevatória e quase 11 km de rede coletora de esgotos. As obras de saneamento das praias de São Luís serão executadas pela Secretaria de Estado da Saúde, por meio da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA).

De acordo com o gestor de Projetos Especiais da CAEMA, Nelson Almada Lima, esta primeira etapa das obras deve ser concluída em oito meses. A empresa responsável pela execução do projeto é a Vale do Paraíba Engenharia e Empreendimentos LTDA, de São Luís.

Participaram da solenidade de assinatura da Ordem de Serviço, o presidente da CAEMA, João Moreira Lima; o subsecretário de Saúde do Estado, José Márcio Leite; o gestor de Projetos Especiais da CAEMA, Nelson Almada Lima, e representantes da Caixa Econômica Federal e da empresa responsável pelas obras. Para o subsecretário de Saúde do Estado, “investir em saneamento também representa economia, já que a população ganha lazer e mais saúde”.

Os outros R$ 20 milhões do MTur serão empenhados para as duas próximas etapas do projeto, que consiste na despoluição dos rios Pimenta e Claro, que também desembocam nas praias do Calhau e Olho D´Água.

Fonte: Ministério do Turismo

Nenhum comentário:

ShareThis

 

ATENÇÃO

Matérias, fotos, vídeos e todo o conteúdo particular tem todos os direitos reservados por seus respectivos donos. Se algum conteúdo deste blog é seu e você não quer que seja publicado, mande um email, que seu conteúdo será retirado do blog.

E-mail: arisdomar@hotmail.com