Social Icons

domingo, 29 de junho de 2014

Festa para São Marçal deve reunir milhares de pessoas no João Paulo



Pelo menos 25 grupos de bumba meu boi, sotaque de matraca, estão sendo esperados para se apresentar em honra a São Marçal, nesta segunda-feira (30), na avenida que leva o nome do santo, um dos homenageados durante o mês de junho em São Luís. Conforme matéria de Adriano Martins, da equipe de O Estado do Maranhão, o encontro está previsto para começar por volta das 6h e o final será somente quando o último grupo encerrar sua participação.

Esta é 87ª edição, que deve se estender até a madrugada de terça-feira (1º).  Durante todo o dia, pelo menos 300 mil pessoas devem passar pela via. As apresentações mais aguardadas são as dos bois da Maioba, Maracanã, Iguaíba e São José de Ribamar.

Dois palanques estão dispostos pela Avenida São Marçal: um deles será para a apresentação dos grupos e o outro será destinado a idosos e portadores de necessidades especiais e autoridades. Também serão disponibilizados cerca de 100 banheiros. A decoração já está posta desde a sexta-feira, com as tradicionais bandeirolas e fitas.

O presidente do Instituto São Marçal de Cultura e Desenvolvimento Social, organizador do encontro, Raimundo Morais, afirmou, contudo, que o ideal seria que o trecho da via já estivesse completamente tomado pelo espírito da comemoração em honra a São Marçal e ao boeiro - já que dia 30 de junho também é Dia Nacional do Bumba Meu Boi - desde o começo do mês de junho, mas a falta de recursos impediu que os enfeites fossem colocados. Por isso, este ano serão utilizadas as mesmas flâmulas de 2013, que serão retiradas na terça-feira, guardadas e, quem sabe, reutilizadas no próximo ano.

Segundo o Comando de Policiamento da Área Metropolitana I (CPAM I), 550 policiais militares serão encaminhados para a Avenida São Marçal para realizarem a segurança durante todo o evento. Além do policiamento a pé e motorizado, no local também haverá a presença da polícia montada e serão feitas duas barreiras de contenção com o auxílio do Batalhão de Choque e da Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam), além do sistema de videomonitoramento.

A Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh) também irá atuar na festa, por meio da Blitz Urbana, com a finalidade de coibir a venda de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos e fiscalizar a venda de comidas e bebidas pelo comércio informal.

Já a Secretaria Municipal de Segurança e Cidadania (Semusc) estará presente com 35 guardas municipais, que terão como missão fiscalizar e, assim, dar apoio à Blitz Urbana nas ocorrências de vandalismo e manutenção da ordem pública.

HISTÓRIA

O primeiro encontro de bois no João Paulo data de 29 de junho de 1928, quando os batalhões do Sítio do Apicum, o Boi do Lugar dos Índios, do povoado de São José dos Índios, em Ribamar, e, segundo contam alguns, o Boi da Maioba se reuniram no espaço onde hoje é a Praça Ivar Saldanha, sob o pedido de José Pacífico de Moraes, comerciante, apreciador da cultura popular, que resolveu reproduzir, em seu bairro, um encontro que já ocorria desde 1924, todo dia 29, em honra a São Pedro, na então Vila do Anil. O encontro se repetiu todos os anos até 1949, quando foi para o Monte Castelo, mas ficou lá somente um ano. Depois, foi para o Bairro de Fátima e rodou por outros bairros até retornar ao João Paulo, em 1959.

Somente nos anos 1980 a festa tomou a forma que tem hoje. Em 2006, a Prefeitura de São Luís, depois de ter sancionado a lei que alterou o nome da Avenida João Pessoa para São Marçal, atribuiu à Festa de São Marçal, através da lei Nº 4626 de 14 de julho, o título de bem cultural e imaterial, transformando a data no Dia Municipal do Brincante de Bumba Meu Boi.

Fonte: G1

sábado, 28 de junho de 2014

Maranhão Vale Festejar 2014



O Maranhão Vale Festejar 2014 é o São João fora de época de São Luís do Maranhão e ocorre de 04 a 27 de julho na Lagoa da Jansen. (clique e confira o mapa do local).

Confira a Programação do Final de Semana
Sexta – 04 de julho

    18:00 Dança Portuguesa Império de Lisboa do Maiobão
    18:30 Quadrilha Flor do Amor da Estiva
    19:00 Boi Magia e Encanto da Ilha
    19:30 Boi Mocidade de Rosário
    20:00 Boi Unidos Venceremos
    20:30 Boi de Pindaré
    21:00 Boi de São Simão
    22:00 Boizinho Barrica
    23:00 Boi da Maioba
    00:00 Boi de Nina Rodrigues

Sábado – 05 de julho

    18:00 Tambor de Crioula de Anivõ
    18:30 Dança Portuguesa Arte e Beleza de Portugal
    19:00 Lelê de São Simão
    19:30 Cia. Encantar
    20:00 Boi Mocidade de Pinheiro
    20:30 Boi de Santa Fé
    21:00 Boi de Axixá
    22:00 Boi da Floresta
    23:00 Boi da Fé em Deus
    00:00 Boi do Maracanã

Domingo – 06 de julho

    18:00 Banda do Bom Menino
    18:30 Banda do Bom Menino
    19:00 Amos da Ilha
    19:30 Amos da Ilha
    20:00 Boi Meu Tamarineiro
    20:30 Boi União da Baixada
    21:00 Cacuriá de Dona Teté
    22:00 Boi de Leonardo
    23:00 Boi da Pindoba
    00:00 Boi de Morros

Programação completa no site:

Fonte: Maranhão Vale Festejar


sábado, 21 de junho de 2014

Turistas são recepcionados em clima de São João em São Luís



Os turistas que desembarcaram em São Luís na tarde de ontem (20), foram recepcionados por personagens de manifestações culturais maranhenses, como o Bumba-meu-boi e o tambor de Crioula. A operação Boas Vindas, realizada pela prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria de Turismo, tem o objetivo de promover a divulgação da cultura local, mostrando aos turistas uma prévia do São João.

A ação que acontecerá ainda nos dias 21, 27 e 28 de junho, das 13h às 18h, no Aeroporto Marechal Cunha Machado, também será realizada em oito hoteis da cidade durante o café da manhã.

O secretário municipal de Turismo, Lula Fylho, destacou que a expectativa é receber cerca de 100 mil turistas durante o período junino. “Momentos como esse são propícios para divulgar a cultura local. Ações assim mostram como são fortes nossos traços culturais e demonstram a hospitalidade do nosso povo”, afirmou o titular da pasta. Ele acrescentou que, com o incentivo do prefeito Edivaldo, novas parcerias estão sendo firmadas no intuito de intensificar as ações voltadas para o setor do turismo.

O mês junino é um dos períodos em que a cidade de São Luís atrai mais turistas. Com a chegada das festas de São João, visitantes procuram na cidade a diversidade cultural e culinária, além dos atrativos históricos e naturais da cidade. O maranhense Carlos Miranda, que mora no Rio de Janeiro, afirmou que sempre que pode volta à cidade. “Achei sensacional a recepção. É muito bom voltar e ser recebido de uma forma calorosa como essa”, declarou o Carlos.

Para a paulista Fernanda Fernandes, a passagem por São Luís será breve. “Gostei muito da recepção, achei a ideia muito legal. Vou passar apenas o final de semana, mas vou visitar o São João”, disse a turista.

O diretor artístico da companhia Tramando Teatro, Armando Veras, destacou que a variedade de personagens como o vaqueiro, o caboclo de fitas, as coreiras e o pai Francisco despertam a curiosidade e envolvem os turistas na brincadeira. “O resultado da ação é muito positivo. Os visitantes interessados sempre param, tiram fotos e perguntam aos brincantes sobre as histórias das personagens. Eles se encantam com a brincadeira”, disse.

A Secretaria Municipal de Turismo tem investido em outras ações para atrair mais turistas e melhor recebê-los na cidade. O desenvolvimento e aplicação de pesquisas com o objetivo de avaliar as expectativas dos visitantes em relação a São Luís é uma dessas ações. Outra atividade planejada ainda para 2014 é a capacitação dos agentes de viagens, para que possam melhor incluir a cidade nos roteiros oferecidos pelas agências.

Fonte: O Imparcial

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Convento das Mercês comemora 360 anos de fundação com programação cultural variada



Quando começou a ser construído, em 1654, o Convento das Mercês tinha uma modesta estrutura em taipa coberta de palha. E apenas no ano seguinte a capela-mor seria erguida em um terreno adicional, com a reedificação das instalações em pedra e cal. Decorridos 360 anos da fundação, o prédio monumental no atual bairro do Desterro, com 5,8 mil metros quadrados de área construída, representa hoje um símbolo arquitetônico do período colonial em São Luís. Para comemorar essa história, a Fundação da Memória Republicana Brasileira (FMRB), vinculada à Secretaria Estadual da Educação, promove este mês uma programação variada.

“A Fundação veio realmente fortalecer o elo com a cultura e a história, e com a necessidade de cultuarmos a memória e conhecermos quem somos, para sermos melhores no futuro”, disse a O Imparcial a presidente da FMRB, Anna Graziella Santana Neiva, destacando a expectativa de aumentar a participação de visitantes na programação, uma vez que o mês de junho tradicionalmente atrai um grande contingente de turistas à cidade, em busca das peculiares festividades nos arraiais. Ela informou que cerca de 2,5 mil pessoas visitam por mês o equipamento cultural, detentor de um rico acervo museológico e bibliográfico.

Com a plateia lotada, as comemorações tiveram início ontem, com apresentações de grupos que participam do 3º Festival de Música Barroca de Alcântara. Além disso, foi aberta a exposição Conventos das Mercês, 360 anos: templo do conhecimento e da memória, que no formato de uma linha do tempo conta momentos marcantes da história do prédio, através de fotos do acervo audiovisual da instituição, reproduzindo imagens preservadas na primeira década do século passado. Dividida em três períodos (religioso, civil e militar, e patrimonial), a mostra compreende desde a chegada da Ordem dos Mercedários, fundadora da igreja e do convento, até a fase atual, com o funcionamento da FMRB.

Arraial e bumba meu boi
Incrementando as festividades juninas da cidade, amanhã (11), a partir das 18h, realiza-se o Arraial das Mercês. A programação tem início com a Banda do Bom Menino das Mercês executando um repertório tradicional que inclui quadrilhas, xote, xaxado e baião, assim como toadas de bumba meu boi. A seguir, o terreiro das Mercês passa a ser ocupado pelos integrantes do Tambor de Crioula de Apolônio, que recentemente participou da temporada da Festa do Divino na Ilha. Trazendo ao público uma verdadeira miscelânea cultural com toadas de todos os sotaques do bumba meu boi maranhense, além de cacuriá, Tambor de Crioula, dança do côco e quadrilha, a trupiada do Boizinho Barrica se apresenta a partir das 20h. E a festa do arraial prossegue com os brincantes do Boi de Nina Rodrigues, de sotaque de orquestra.

Por ocasião do Arraial das Mercês, a FMRB planeja homenagear uma das principais manifestações culturais do estado, com a abertura da exposição Bumba meu boi e as cores do Maranhão. A mostra é composta de paineis assinados pela arquiteta Letícia Desterro, representando os cinco sotaques, os personagens e as etapas do auto do bumba meu boi. Além disso, expõem-se couros de bois e indumentárias de grupos da cidade. “A Fundação prestigia o que é nosso por entender que o maranhense é um povo de cultura forte e tem que ser reverenciado”, disse Anna Graziella Santana Neiva, informando que a exposição permanece até o fim de junho.

Outra estratégia moderna de atrair novos visitantes ao equipamento cultural do Desterro são os flashmobs, ou encenações surpresa que foram planejadas para ocorrer durante o mês em pontos variados da cidade, como espaços abertos e shopping centers, contextualizando vários momentos históricos ligados ao Convento das Mercês.

Exposição permanente
Contar de forma contemporânea e contextualizada a história do Brasil. De acordo com Ana Graziella, este é o principal objetivo da exposição permanente que funciona em uma das galerias do Convento das Mercês. Segundo ela, o acervo digitalizado compreende mais de 5 mil documentos, que rememora a fase de redemocratização do Brasil, na década de 1980.

Acompanhando a reportagem ao museu, a guia Theresa Nascimento esclareceu que a exposição permanente é formada de objetos que foram presenteados ao senador e ex-presidente José Sarney no decorrer de sua trajetória política, especialmente quando ocupou a chefia do Poder Executivo no país. Em diferentes espaços, as peças preservadas contam a história da República, representada em objetos e na galeria de retratos dos presidentes brasileiros. Outro setor traz o lado intelectual de José Sarney, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL) e autor de diversos títulos, dos quais se expõem exemplares de diferentes edições. Em um salão, inúmeras obras de arte recebidas pelo político e escritor.

Com entrada gratuita, o museu fica aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h; e aos sábados das 8h às 12h.

Fonte: O Imparcial

ShareThis

 

ATENÇÃO

Matérias, fotos, vídeos e todo o conteúdo particular tem todos os direitos reservados por seus respectivos donos. Se algum conteúdo deste blog é seu e você não quer que seja publicado, mande um email, que seu conteúdo será retirado do blog.

E-mail: arisdomar@hotmail.com