Social Icons

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Baianas do acarajé são Patrimônio Imaterial da Bahia


As baianas do acarajé foram reconhecidas pelo governador Jaques Wagner como Patrimônio Imaterial da Bahia, em cerimônia que também marcou a entrada de seu ofício no livro de Registro Especial dos Saberes e Modos de Fazer. Um dos maiores símbolos culturais da Bahia, elas cativam os turistas pelo jeito simpático e pelo sabor de seus quitutes.

A cerimônia, realizada no último dia 26, em Salvador, contou com a presença de várias autoridades , unânimes em enfatizar a importância das baianas para a cultura e o turismo na Bahia e no Brasil. Estiveram presentes, entre outros, o governador da Bahia, Jaques Wagner, os secretários de Turismo, Domingos Leonelli; Cultura, Albino Rubim; e Promoção da Igualdade Racial, Elias Sampaio; e o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no estado Carlos Amorim, além da presidente da Associação das Baianas do Acarajé e Mingau da Bahia (Abam), Rita Santos.

“As baianas são vistas como sacerdotisas, conselheiras. Elas levam consigo a magia da religião. Não tem visitante que não queira comer um acarajé. Reconhecer os fazeres da baiana como Patrimônio Imaterial é uma honra”, afirmou o governador. “As baianas são figuras emblemáticas, mestras do saber na Bahia, principalmente da preparação do acarajé, do abará e das comidas santas. Também são parte da estratégia de divulgação do estado nas feiras e salões de turismo em todo o mundo”, afirmou o secretário Leonelli.

A Abam estima que existam cinco mil baianas com tabuleiros montados em toda a Bahia, das quais três mil são associadas. Há notícias de que existam baianas de acarajé em outros 12 estados, e inclusive países, como Portugal, por isso pretende realizar um mapeamento delas em todo o Brasil.

“Hoje é um dia para se comemorar. É o presente para quem está aqui e o futuro para as que ainda virão. Tentar preservar o nosso ofício é poder fazer com que os netos saibam o que é a baiana do acarajé, saibam que a avó tem orgulho de ser baiana do acarajé e possam aprender. Baianas e baianos do acarajé estão contemplados com essa iniciativa”, afirmou Rita Santos.

Fonte: MTur

Nenhum comentário:

ShareThis

 

ATENÇÃO

Matérias, fotos, vídeos e todo o conteúdo particular tem todos os direitos reservados por seus respectivos donos. Se algum conteúdo deste blog é seu e você não quer que seja publicado, mande um email, que seu conteúdo será retirado do blog.

E-mail: arisdomar@hotmail.com