Social Icons

sábado, 26 de maio de 2012

Aeroporto Internacional de São Luís está com 70% dos trabalhos executados.



O vice-governador Washington Luiz Oliveira e o secretário de Estado de Turismo, Jura Filho, se reuniram, nesta quinta-feira (17), no Palácio Henrique de La Rocque, com representantes da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), para discutir o andamento das obras de reforma no Aeroporto Marechal Cunha Machado. “A Infraero está nos informando todos os detalhes das obras, que já estão com 70% dos trabalhos executados”, declarou Washington Luiz.

A reunião contou com a presença do superintendente da Regional Norte da Infraero, Paulo Roberto Pereira da Costa; do assessor especial da Presidência, José Clovis Dattoli; e do superintendente do aeroporto, Hildebrando Coelho Correia. “O contrato com a construtora se encerra no próximo dia 26. A empresa já apresentou um novo cronograma que será avaliado pela Infraero, mas a nossa proposta é de chegar a um entendimento para antecipar os prazos”, declarou o superintendente Paulo Roberto.

Ele informou que a Infraero ainda não decidiu se o contrato será renovado ou cancelado. “O cancelamento irá trazer mais prejuízos, além de que um novo processo vai demandar tempo e o estabelecimento de novos prazos”, ressaltou o superintendente.

O secretário Jura Filho lembrou que o Maranhão vive um momento especial de comemoração dos 400 anos de São Luís, recebendo grandes eventos, como a Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em julho. “Estamos acompanhando com atenção o andamento dos serviços, para que o aeroporto ofereça uma estrutura melhor aos nossos visitantes”, explicou.

O superintendente do Aeroporto, Hildebrando Coelho, revelou que a Infraero tem dado prioridade às obras de reforma do aeroporto. “Estamos tendo prejuízos. O aeroporto garantia um lucro de R$ 1 milhão/ano, agora estamos contabilizando um prejuízo de R$ 10 milhões”, destacou.

A obra de reforma do Aeroporto Marechal Cunha Machado está orçada em R$ 12,7 milhões e inclui a climatização do terminal de passageiros, que terá uma cobertura completa para embarque e desembarque de passageiros. Outra modificação diz respeito ao número de posições de check-in, que passará de 24 para 30 posições. Ainda haverá uma ampliação do espaço físico da sala de embarque, de 350 m² para 500 m², além da instalação de um novo espaço comercial.

Depois da entrega das obras, segundo a Infraero, o desembarque provisório no antigo terminal de cargas da Vasp (que está sendo utilizado como terminal de passageiros) continuará sendo utilizado para embarque remoto de voos domésticos em decorrência da crescente demanda de usuários.

Aeroporto  será ampliado

Durante a reunião, os gestores da Infraero apresentaram ao vice-governador o projeto de ampliação do aeroporto que ganhará um Módulo Operacional, uma solução de engenharia utilizada em aeroportos em vários países e também em grandes eventos ou para atender demandas específicas. Alguns exemplos são os dos Aeroportos de Lisboa, que utilizou módulos operacionais durante a Eurocopa de 2004; e o de Doha, no Catar, por ocasião dos Jogos Asiáticos de 2006.

Os Módulos Operacionais são feitos com estruturas modulares e possuem toda infraestrutura de uma sala convencional de embarque e desembarque, tais como ar condicionado, sanitários, sistema informativo de voos, entre outros. Eles podem cumprir a função de salas de embarque e desembarque. O projeto segue as mesmas características do Aeroporto de Imperatriz que será inaugurado em junho.

"Hoje, temos uma capacidade para atender mais de dois milhões de passageiros que será ampliada para mais de quatro milhões a partir do final do ano de 2013", explicou o superintendente Paulo Roberto. Ele disse que serão investidos R$ 21 milhões na ampliação, recursos já assegurados. O processo de licitação deve acontecer em setembro para que as obras sejam iniciadas em dezembro.

A área externa também vai receber intervenções. O estacionamento, que atualmente dispõe de 250 vagas, passará a ter 332 com a conclusão dessa etapa da reforma, chegando a oferecer 550 vagas ao final da ampliação, no próximo ano.

“Essa é uma boa notícia, pois precisamos de um aeroporto condizente com a demanda”, ressaltou 

Washington Luiz. Ele destacou que o Maranhão tem atraído cada vez mais turistas e possui uma estimativa de chegar a mais de três milhões/ano a partir de 2013. "A ampliação do aeroporto vai garantir que esses visitantes tenham uma boa acolhida", ressaltou.

No Brasil, os aeroportos da Rede Infraero que já contam com Módulos Operacionais são Brasília, Guarulhos, Viracopos, Porto Alegre, Florianópolis, Vitória, Goiânia e Cuiabá.

Fonte: Imirante

Nenhum comentário:

ShareThis

 

ATENÇÃO

Matérias, fotos, vídeos e todo o conteúdo particular tem todos os direitos reservados por seus respectivos donos. Se algum conteúdo deste blog é seu e você não quer que seja publicado, mande um email, que seu conteúdo será retirado do blog.

E-mail: arisdomar@hotmail.com