Social Icons

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Usuários Fazem Avaliação Positiva dos Aeroportos do Nordeste


Pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência a pedido da Fundação Comissão de Turismo Integrado do Nordeste (CTI/NE) revela que os aeroportos do Nordeste foram bem avaliados pelos usuários brasileiros que estavam embarcando ou desembarcando em oito equipamentos administrados pela Infraero nas capitais nordestinas. Além de São Luís, foram analisados os terminais de Teresina, Fortaleza, João Pessoa, Recife, Maceió, Aracaju e Salvador.

Itens que analisaram a satisfação com o aspecto dos aeroportos obtiveram notas superiores a oito, como a facilidade em achar carrinhos, o estado geral de limpeza, a gentileza e auxílio dos funcionários, a qualidade das informações dos voos, a facilidade em achar assento disponível no saguão de embarque, a sensação de segurança, a sinalização, a aparência interna, a limpeza dos banheiros e a organização das filas de inspeção de segurança. O item pior avaliado entre os entrevistados foi a dificuldade em achar rede sem fio e conexões de internet nos aeroportos; já o ponto positivo mais citado foi a limpeza geral das instalações.

De acordo com a secretária de Turismo do Maranhão, Delma Andrade, pesquisas como estas ressaltam os pontos positivos, mas também confirmam os itens que precisam ser melhorados. “A partir daí, os órgãos municipais e estaduais podem reforçar seus pleitos junto á Infraero, responsável pela gestão dos aeroportos”, destacou Delma.

A secretária explicou, ainda, que há uma atenção constante do Governo do Maranhão nos serviços oferecidos nos aeroportos do Estado. “Os terminais estão entre os principais portões de entrada dos turistas, e por isso, precisamos garantir melhorias constantes”, ressaltou. A gestora do turismo destacou que uma das primeiras ações do Governo Flávio Dino foi a instalação de um novo Centro de Atendimento ao Turista (CAT) no aeroporto de São Luís com capacidade para realizar os primeiros atendimentos do Procon aos visitantes que tiverem problemas com os serviços turísticos prestados.

Recentemente, a partir do pleito de entidades representativas do setor, a Secretaria de Turismo intermediou junto à Infraero a disponibilização de uma área para que veículos que prestam serviços turísticos pudessem realizar o embarque e desembarque.

“Em parceria com órgãos municipais e estaduais, entre eles o Procon, vamos intensificar o acompanhamento dos serviços prestados no aeroporto de São Luís e posteriormente, expandiremos a ação para os outros terminais do Maranhão”, planejou Delma.

Com a retomada de voos que deixaram de operar desde 2014 e com as perspectivas de aumento de frequências, a partir da constante negociação do Governo do Maranhão junto às companhias aéreas, o fluxo de passageiros irá aumentar. “As medidas são preventivas e devem garantir a capacidade de atendimento dos clientes”, declarou.

Avaliação dos aeroportos

Os dados fazem parte da pesquisa realizada pelo IBOPE Inteligência entre os dias 18 e 25 de agosto e também coletou dados entre os entrevistados sobre o perfil dos turistas, o uso dos terminais, a acessibilidade, o conforto do ambiente, a segurança interna e suas rotinas, a infraestrutura, a relação com os passageiros e a escolha do melhor aeroporto da região.

"A pesquisa faz parte das ações da CTI Nordeste para conhecer o perfil dos turistas e os serviços turísticos ofertados na região. Precisamos atuar com base em estudos e pesquisas para traçar os rumos do turismo no Nordeste", destaca Jeanine Pires, secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas e Presidente da CTI/NE.

Dos entrevistados, 75% não moravam na cidade que responderam ao questionário, eram, portanto, turistas; 43% estavam viajando a negócios, 35% a turismo e lazer e 25% por outros motivos. O voo doméstico foi o predominante para 95% dos pesquisados. O gasto médio diário dos que responderam à pesquisa foi de R$ 1.000,00 e a permanência média no destino durante a viagem foi de 7 dias. A opção por ficar hospedado em casa de amigos e parentes foi escolhida por 42% dos entrevistados, seguido de 36% com hospedagem em hotel. As viagens de avião são cada vez mais frequentes entre os brasileiros, cerca de 20% informou viajar pelo menos uma vez por ano de avião, 16% a cada seis meses e 13% pelo menos uma vez a cada três meses.


Quase a metade dos entrevistados, 49% disseram que não visitou ou não pretende visitar pontos turísticos das cidades pesquisadas, e 48% disseram que sim, pretende fazer turismo. De acordo com Jeanine Pires, aqui está uma grande oportunidade para oferecer opções de turismo e entretenimento aos visitantes a negócios e também àqueles que visitam amigos e parentes.

Nenhum comentário:

ShareThis

 

ATENÇÃO

Matérias, fotos, vídeos e todo o conteúdo particular tem todos os direitos reservados por seus respectivos donos. Se algum conteúdo deste blog é seu e você não quer que seja publicado, mande um email, que seu conteúdo será retirado do blog.

E-mail: arisdomar@hotmail.com